Vivemos em um mundo onde tudo está sendo banalizado?

Nos perdemos diante de tantos acontecimentos. Será que eles estão sendo banalizados?

As relações pessoais não passam de trocas de e-mail ou mensagem instantâneas, não há mais conversas sinceras “cara a cara”, porque muitos receiam verbalizar sua opinião. Não há mais abraços apertados para sanar uma dor, há apenas textos bem escritos com um “conta comigo sempre” no final.

Os símbolos não tem mais significado. O famoso simbolo hippie de “paz e amor” é usado por quem semeia a discórdia todos os dias. Blusas de bandas de rock são populares, principalmente entre aqueles que nunca as ouviram. O infinito está estampado em diversos corpos.

Banalizado
Amr Adel / Divulgação

Já na internet, todos têm opinião formada sobre qualquer assunto, defendem seu ponto vigorosamente e muitas vezes não oportunizam a fala do outro, chegando ao ponto do desrespeito. O discurso de ódio cresce cada vez mais impedindo que a sociedade progrida.

Apesar de vivermos (teoricamente) em um país democrático no qual podemos nos aglomerar e reivindicar nossos direitos sem sermos reprimidos ou presos, sentimos medo todos vez que vamos às ruas pois a prática mostra algo bem diferente do que é legalmente garantido.

Banalizado
Kelly Church / Divulgação

Do que adianta colégios caros e turmas especiais se tudo o que eles querem é que você aprenda as fórmulas e seja mais uma cabeça raspada no outdoor? Ensinar ética, política, filosofia e sociologia ninguém quer, claro que não, qual o sentido de ensinar a pensar? Só trará mais problemas, é melhor ter robôs do que seres pensantes, robôs não contestam.

Prisões particulares, cabeça pequena, mente vazia, tudo afundando. É só consequência.

Leave your vote

5 points
Upvote Downvote

Total votes: 5

Upvotes: 5

Upvotes percentage: 100.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%