Vamos falar sobre você?

você

Mas então, se é para falar, vamos falar sobre você.

Por Marina Cruz

Sim, você! Não me importa quem. Me desculpe o transtorno, minha cara de sono e principalmente minha sinceridade, mas não me importa a menina que foi para a sua faculdade com a “roupa errada”, nem o podre de alguém que você detesta, se vazou o nude de quem só conheço de vista, se alguma pessoa passou mico naquela festa que você nem foi, mas sabe cada detalhe e tão pouco me importa a roupa que alguém repetiu.

você
Matteo Quartucci / Divulgação

Por favor, eu quero saber de você. Me conte sobre como você está na faculdade, se está muito pesado todos aqueles trabalhos, ou se você está feliz em fazer o que gosta, sobre o crush que te respondeu, o final de semana maravilhoso, ou até mesmo daquele semana horrível onde tudo que você queria era ficar de baixo do cobertor, me conte sobre suas angustias, medos, incertezas… Me conte sobre suas conquistas ou derrotas, todos seus sonhos, até mesmo aqueles que você sabe que vai esquecer durante o caminho da vida, me fale da sua cor preferida, de como sua mãe estava um porre aquele dia, daquele cantor que só você conhece ou daquela coreografia estranha que você criou em frente ao espelho e nunca teria coragem de dança em uma festa… Mas por favor me fale de você!

você
Matteo Quartucci / Divulgação

Não me entenda mal, não é que eu tenha aversão a fofocas, até gosto, mas é que você é mais importante e parece não saber disso. Então me fale qualquer coisa de você, mas não venha me apresentar os outros sem que eu nem mesmo tenha tido a chance de decidir se quero conhece-los ou não. Me apresente a você, é isso que me importa!

Posso até te escutar sobre seus vazios internos, sobre a falta de alguém, mas não me venha com conversas vazias. Essas me dão sono!

Leave your vote

5 points
Upvote Downvote

Total votes: 7

Upvotes: 6

Upvotes percentage: 85.714286%

Downvotes: 1

Downvotes percentage: 14.285714%