Primeira ciclovia sustentável capaz de gerar energia

sustentável

ciclovia inaugurada em Amsterdã, gera energia sustentável através de painéis solares.

Não seria ótimo se nossas estradas gerassem energia sustentável através de luz solar? E se nós pudéssemos usar a energia gerada para alimentar nossos veículos? Foi através desses questionamentos que a SolaRoad surgiu.

Em 2009, em uma exposição chamada Innovatie-estafette, a organização TNO lançou um convite aberto: ‘Dream it and join in’ (Sonhe e participe). A Ooms Civiel, uma empresa de construção de estradas, junto com a Imtech, provedora de serviços técnicos, aceitaram o desafio e agora – juntas com a TNO – formam o núcleo que está desenvolvendo a SolaRoad, a ciclovia sustentável.

sustentável

A SolaRoad, é a primeira ciclovia sustentável capaz de absorver luz solar e convertê-la em eletricidade. Tem em seu trajeto inicial 70m de extensão, construída com painéis de concreto, cada um de 2,5 por 3,5 metros, cobertas de células fotovoltaicas sob vidro temperado, que geram energia ao receberem incidência de raio solar. Essa energia gerada, mesmo que ainda em pequena escala, já faz alguns tipos de abastecimentos na cidade.

sustentável

O objetivo final é uma realização em larga escala, onde as estradas da Holanda possam agir como um grade painel solar e toda eletricidade sustentável gerada possa ser utilizada em diversos tipos de abastecimentos como: iluminação pública, sistemas de tráfego, residências e veículos eléctricos.

O projeto e execução dessa ciclovia fez uma grande e importante descoberta. A tecnologia que hoje nos da um grande suporte para possibilidades como gerar energia de forma sustentável, pode chegar ainda mais longe, em um nível de sustentabilidade muito grande onde a mobilidade não será mais problema em relação a energia, tudo será muito simples e o mais importante, cada vez mais e mais sustentável.

‘Este pode ser um grande avanço na area de energia sustentável. Em particular, se o conceito de estrada for desenvolvido dentro de um sistema, no qual a eletricidade gerada é transportada para os veículos em condução na mesma. Tente imaginar, a energia será gerada no mesmo local onde é necessária. Posteriormente, um grande passo em direção a um sistema de mobilidade neutra em termos energéticos será possível. ‘ diz Dr. Sten de Wit da SolaRoad

“Sensores que recolhem informações sobre a circulação do tráfego podem ajudar a melhorar a gestão do tráfego, ou até mesmo permitir que veículos sejam automaticamente guiados” de Wit acrescentou.

Não podemos esquecer de outras iniciativas anteriores que seguem o mesmo principio de sustentabilidade, porém realizados com materiais diferentes, como a Starpath, localizada em Cambridge, no parque Christ’s Pieces, ela é composta por um líquido aplicado em sua superfície que, absorve os raios UV durante o dia, e à noite emite luz, que varia a intensidade dependendo dos níveis de luz natural disponíveis no entorno. Também tem a SolarRoadways, que utiliza placas de energia solar, onde seu objetivo é um sistema de aquecimento semelhante ao dos vidros traseiros dos carros, que derrete a neve imediatamente, sem a necessidade de recorrer a caminhões para removê-la.

sustentável
Starpath à noite

Mas se as inovações sustentáveis são tão vantajosas, por que não aplicarmos ao seu máximo? Bem, como tudo na vida, tem suas desvantagens, se tratando de uma via, sua eficiência é afetada uma vez que seus painéis não podem ser inclinados em direção ao sol, como os painéis solares tradicionais. Outro ponto negativo é que como todo avanço tecnológico, exige-se um investimento extremamente alto, como por exemplo, a SolaRoad tem um custo estimado de 3,7 milhões de dólares. Contudo a medida que a tecnologia e os investimentos avançam, problemas como estes, tendem a diminuir, abrindo portas para mais e mais inovações sustentáveis como essas.

Fonte: SolaRoad, Arch Daily

Leave your vote

1 point
Upvote Downvote

Total votes: 1

Upvotes: 1

Upvotes percentage: 100.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%