Garrafa de Algas: Uma nova alternativa ao plástico

garrafa

Garrafa de algas: uma opção sustentável

Você sabe quanto tempo demora para a garrafa plástica ser degradada na natureza? Aproximadamente 400 anos. Em 2014, no Brasil foram consumidos 7,24 milhões de toneladas de plástico, no entanto, aproximadamente 40% desse plástico não fora reciclado. Além disso, no País a quantidade de lixo tratado de forma inadequada ainda é muito alta, chegando a quase 30 milhões de toneladas no ano de 2014.

É muito lixo e plástico, não é? Isso é só no Brasil. Agora tente imaginar como devem ser esses números a nível mundial. Essa foi a sensação do estudante islandês de design, Ari Jónsson, após ler sobre a quantidade de plástico que é desperdiçado todos os dias. Jónsson sentiu uma “urgente” necessidade de desenvolver algum material que pudesse substituir o plástico, com isso, ele desenvolveu uma garrafa de água feita com um tipo de pó derivado de algas vermelhas, o ágar.

garrafa
Garrafa biodegradável derivada de algas

“Eu li que 50% dos plásticos são usados apenas uma vez e logo são jogados fora, então eu senti que há uma necessidade urgente de encontrar maneiras de substituir essa quantidade inacreditável de plástico que a gente produz, usa e joga fora todo dia”

Ao misturar o pó de ágar com a água, um material parecido com a gelatina é criado. Jónsson aqueceu a substância e despejou-a em um molde, que iria modelar a forma das garrafas.

garrafa

“Por que nós usamos materiais que levam centenas de anos para se decomporem na natureza? Muitas vezes a gente apenas usa uma vez e em seguida joga fora. “

Essa garrafa mantém o formato desde que esteja cheia de água, assim que a garrafa esvazia, inicia-se a decomposição. Como a garrafa é feita 100% de materiais naturais, a água armazenada é própria para o consumo, apesar de que Jónsson notou um fato curioso: se a água se manter muito tempo dentro da garrafa, ela pode ficar com o sabor das algas, o que para algumas pessoas pode não ser um problema. Jónsson brinca e diz que se você gostar do gosto, pode até comer a garrafa após terminar de beber a sua água.

garrafa

garrafa

garrafa

garrafa
Ari Jónsson exibiu o seu projeto no Designmarch desse ano. As algas marinhas recentemente tem sido usadas como material alternativo para outras criações, como fios para tapetes, abajures e até mesmo para a geração de energia. O lixo não é só um problema ambiental, mas também econômico, social e de saúde. Ideias como as de Ari Jónsson nos inspiram a buscar, produzir e a cobrar por mais alternativas sustentáveis para o nosso dia-dia e a ajudar a cuidar do nosso planeta.

Fontes: DezeenAbrelpe.

Leave your vote

1 point
Upvote Downvote

Total votes: 1

Upvotes: 1

Upvotes percentage: 100.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%