Desistir pode ser uma opção?

Desistir

Crescemos sabendo que desistir é ato de fracasso,  aceitando que essa ação (ou inação) não é escolha.

Costumamos sempre ir até as últimas consequências. É aquela velha história, começou, agora termina. Porém, hoje abro espaço para repensar essa postura. Desistir realmente não deve ser opção? Deve-se insistir em um namoro abusivo? Deve-se insistir em realizar uma atividade que exige muito além daquilo que você pode? Deve-se insistir em curso no qual você não se identifica? Deve-se insistir em trabalhar naquilo que não te realiza?

Desistir
por Platige Image para “Polish Legends – Ebook” / Divulgação

Quais são as consequências de manter uma atitude que intimamente lhe incomoda, não condiz com quem você é ou com o que você quer ser, quais são as consequências de não ser sincero consigo mesmo e prolongar algo que não lhe fará bem.

Não é sobre desistir de tentar que falo, ao contrário, acredito que nós sempre devemos tentar, até quando não sabemos que rumo tomar ou se o resultado será favorável, devemos tentar pela experiência que isso agrega, pelo “vai que da certo”, pelo possível sucesso. Mas, ao mesmo tempo que nos damos a liberdade de tentar também devemos saber quando parar, quando aquilo não é o melhor para nós ou quando, de fato, não nos reconhecemos naquilo que estamos fazendo.

Desistir
por Platige Image para “Polish Legends – Ebook” / Divulgação

Este é um ato de coragem, como uma vez afirmou C.F.Abreu “Nada em mim foi covarde, nem mesmo as desistências: desistir, ainda que não pareça, foi meu grande gesto de coragem”. É preciso de autoconhecimento e consciência para tomar essa decisão. Ao contrário do que se pensa não é um fracasso, não representa uma descrença no seu potencial, é na verdade reflexo das suas escolhas, daquilo que é o melhor para você.

Assim, abre-se oportunidade de tentar novamente. Talvez ainda não exista um plano certo a perseguir, afinal, é normal ter dúvidas, contudo, tendo ou não, no momento que começar a executa-lo certamente a garra e a vontade será ainda maior,  pois sabe-se que agora a busca é por aquilo que você realmente quer, naquilo onde você realmente se reconhece.

Resistir em algo que você não é ou não acredita, apenas para chegar ao final é prejudicial a sinceridade consigo mesmo. Considerar desistir requer conhecimento dos seus limites, de quem você é e do que quer fazer. E ao desistir, não se iluda, a luta não acabou, agora é que ela começa, é o começo de lidar com as criticas alheias e o começo da busca incansável daquilo que você se identifica. Talvez, o segredo seja se conhecer, não ter vergonha de quem você é e do que você quer e não se importar muito com as opiniões dos outros quanto a sua decisão, esteja certo delas e seja feliz enquanto está buscando.

Leave your vote

1 point
Upvote Downvote

Total votes: 1

Upvotes: 1

Upvotes percentage: 100.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%