Burning Man reúne sentimentos em festival de arte no deserto

Open list
0 submissions already

Burning man é palco para êxtase de sentimentos

Victor Habchy, fotógrafo francês, foi uma dessas pessoas de sorte que poderia obter um bilhete para o Burning Man, e em sua primeira experiência no festival ele registrou fascinantes obras de arte e muitos sentimentos.

“Como posso estar preparado para passar uma semana sem eletricidade, dormindo em uma pequena tenda a 40 ° C, com uma quantidade muito reduzida de água e comida?” diz Victor.

Burning Man é um festival de arte em Black Rock Desert  no estado americano de Nevada e costumar reunir cerca de 70 mil pessoas todos os anos.

Burning Man

A primeira vista, há quem diga que o Burning Man são pessoas nuas com corpos pintados, carros decorados, barracas enfeitadas, instalações gigantescas, sol forte e muita tempestade de areia. Mas não se trata disso, o Burning Man, é uma alternativa para a cultura de massas e sociedade consumista que, durante 10 dias, por volta de 70 mil pessoas se reúnem em uma cidade criada no meio do deserto onde tudo que é construído dentro é oferecido pelo próprio público, os espectadores são também geradores de conteúdo. Apenas algumas das mais de 300 obras de arte são financiadas pela organização do evento, o dinheiro vem dos ingressos.

Dentro da cidade não circula dinheiro, ou seja, nada pode ser vendido, tudo que se tem lá vem da Gift Economy (Economia da Oferta), tudo é doado ou simplesmente oferecido como um presente. Somente no Burning Man um piloto de avião oferece de graça um voo pelo o deserto e pelos os vales ao redor dali e no mesmo dia você vai a pelo menos cinco festas diferentes usando só uma bicicleta e nenhum dinheiro.

Burning Man

Burning Man tem como intenção a liberdade artística livre de qualquer julgamento, a ideia é que as pessoas possam interagir com artes que ali estão, em um ambiente totalmente hostil, onde tudo se eleva a um êxtase de sentimentos impressionante.

Burning Man

Victor diz ter estudado muito antes de ir a primeira vez para saber como seria tudo aquilo.

” Eu li muito sobre, tentado descobrir como poderia ser….Mas logo que cheguei, entendi que você não pode realmente se preparar para aquilo…Tudo que você precisa fazer é: deixar fluir.” conta Victor

E continua

“Porque nunca experimentei na minha vida mais amor, mais liberdade e mais auto-expressão. Este lugar reúne tudo que resta dos sonhos humanos e utopia, feito por cada indivíduo, poderíamos trabalhar juntos para construir um mundo melhor” conclui.

Existe uma tradição no Burning Man, onde a primeira mensagem que você ouve é: “Bem-vindo a casa”, para que todos possam se sentir como uma única comunidade, ou até mesmo com uma família, nos próximos 10 dias.

“Mesmo sendo a cem mil quilômetros da minha cidade natal, mas ainda assim, eu certamente sentia no fundo do meu coração, que eu estava em casa nesse lugar” comenta Victor.

Victor capturou em fotografias extraordinárias, um incrível encantamento de sentimentos, onde nós, mesmo de tão longe, podemos sentir a alma em chamas do Burning Man.

“Não, isto não é Photoshop, sim, há um lugar como este na terra” finaliza Victor.

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Burning Man

Fonte: Victor Habchy – The soul on fire

Leave your vote

1 point
Upvote Downvote

Total votes: 1

Upvotes: 1

Upvotes percentage: 100.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

This post was created with our nice and easy submission form. Create your post!